Ir para conteúdo 1 Ir para menu 2 Ir para busca 3 Ir para rodapé 4 Acessibilidade 5 Alto contraste 6

---

  • ?
  • ?

---

  • ?
  • ?


Palmeira ultrapassa marca de 70% da população vacinada contra a Covid-19

Publicado em 21/07/2021 às 17:41 - Atualizado em 21/07/2021 às 17:41

A boa vontade da população palmeirense, aliado a uma gestão de conscientização e controle sobre o coronavírus são as principais responsáveis por Palmeira ser um dos municípios do Estado com bons índices de gestão no enfrentamento da pandemia de Covid-19. Dentre as principais realizações, o município chegou a ficar um ano e dois meses sem registro de óbitos e, atualmente, ultrapassou a marca de 70% de sua população com pelo menos uma das doses da vacina aplicadas.

O Boletim epidemiológico desta quarta-feira ajuda reforçar os bons números do município no combate à doença. Nesta quarta-feira 21, a Secretaria de saúde divulgou que não há casos ativos de coronavírus no município, que não registra nenhum positivado com a doença desde o dia 13 de julho.

Além disso, palmeira foi um dos municípios que não registrou qualquer problema com a aplicação da segunda dose de nenhum imunizante, fruto do controle adotado pela equipe da secretaria de saúde, que inclui a busca ativa a todos os cidadãos que tomaram as primeiras doses das vacinas disponíveis.

“Sabemos que a vacinação e o excelente trabalho da equipe da saúde estão sendo fundamentais para essa baixa nos casos, a fim de que nossa população possa estar mais protegida contra esse vírus”, comemorou a prefeita Fernanda Cordova.

Investimento em medicamentos e equipe exclusiva ajudaram no planejamento

Um dos pontos centrais da política de enfrentamento à pandemia no município se deve à opção de disponibilizar aos médicos da equipe de saúde a possibilidade de receitarem, a seu critério, os medicamentos que fazem parte do kit de tratamento precoce, que atuam no controle dos sintomas da doença.

O investimento nestes medicamentos garantiu a chegada, à população, de cerca de 8.927 comprimidos, de acordo com os relatórios do Sistema Único de Saúde, receitados pelos profissionais médicos do município, que garantiram mais de um ano sem registro de óbitos na cidade.

No âmbito do atendimento, a criação da equipe de atendimento exclusivamente dedicada aos casos de Covid-19, que funciona em horário alternativo, até as 22h, permite o atendimento de pessoas que não iriam à unidade durante o expediente comercial.

Para a palmeirense Mariluza Lucrécio da Silva, 33 anos, moradora do bairro Livino dos Santos, que se vacinou na sexta-feira, 16, o sentimento era de alívio. “Me sinto realizada, porque é uma coisa que ninguém esperava e, cuidado a gente vai continuar tendo que ter, mas com nossos filhos mais seguros a gente se sente bem mais realizada, com um sentimento de alívio”, afirmou.

Vacinação continua no próximo domingo

Outro fator importante tem sido as ações de vacinação em horários alternativos, que permitem o alcance dos trabalhadores de forma mais assertiva. Um exemplo e a próxima mobilização, que está marcada para o próximo domingo, a partir das 13h30, na UBS Central, que vai atender trabalhadores da indústria, com idade acima dos 25 anos e a população em geral com mais de 30 anos de idade, enquanto durarem as doses.

Quem for ao posto de saúde deverá levar documento de identificação, Cartão do SUS e, no caso de trabalhadores da Indústria, devem levar declaração de vínculo empregatício da empresa que trabalham.

“Buscamos ouvir e atender as demandas encaminhadas pela nossa equipe técnica, sempre deixando a população coberta com o que há de melhor para diagnosticar, tratar e recuperar. Infelizmente 05 palmeirenses perderam a vida para o coronavírus, e nos solidarizamos com as famílias, e vamos continuar buscando oferecer o melhor para nossa população”, finalizou a prefeita.